Currículo Mínimo para Curso Básico de Escalada em Rocha

Curso Básico de Escalada em Rocha

Objetivo: Possibilitar a prática segura e consciente da escalada técnica, sem danos ao meio ambiente, respeitando a montanha e o montanhismo.

Fundamentos éticos: Noções éticas e de mínimo impacto em ambiente vertical, direito de preferência da cordada que primeiro chegou a base da via ou o dto. de preferência da cordada mais rápida. Ética em repetições, conquistas e regrampeações.

Noções de primeiros socorros: desobstrução de vias aéreas, manutenção cardio respiratória, talas, bandagens, imobilização de membros e principalmente, ensinar o que não se deve fazer com vítimas de traumatismos na montanha, além de animais peçonhentos,  imobilização cervical etc…

Conhecimentos técnicos:

– Apresentação, manuseio e correta aplicação do equipamento
– Cordas: estáticas, dinâmicas, gêmeas, duplas, como usar e manter
– Mosquetões e expressas: diversos tipos e aplicações, correto mosquetoneo da proteção
– Nós: oito, azelha, nó d´água, pescador duplo, meia volta fiel, fiel, prussik, marchard com ou sem mosquetão, UIAA, ensinar como fazer, aplicação de cada um deles, vantagens e desvantagens
– Ancoragens: naturais, fixas, móveis e mistas, avaliação do estado de proteções fixas e pitons, equalizações diversos tipos
– Cadeirinhas e peitorais: Apresentar os diversos tipos, como usar, como improvisar com fitas ou cabo solteiro
– Capacetes: noções básicas sobre capacetes
– Freios, asseguradores, descensores e ascensores: jumar, stop, oito, atc, gri-gri, shunt, descida com mosquetões cruzados, nós auto blocantes, aplicação e correto manuseio
– Equipamento móvel: nuts de cabo, pitons (diversos tipos), friends, off sets, camalots, tcus, copper heads, cliffs, fifi, estribos, aplicação e correto uso.
– Técnicas de escalada: escalada livre protegida com móvel, escalada livre com proteção fixa, escalada artificial móvel
– Técnicas de escalada livre: regra dos três apoios, agarras, regletes, chaminé, fendas e fissuras (oposição e entalamento), aderência e diedro
– Noções de resgate e auto-resgate: ensinar também sistema de redução de forças
– Gerenciamento de tempo de clima e orientação em ambiente vertical

Carga horária: pelo menos 12 horas teórico práticas de preferência em uma academia e 02 dias práticos em um campo escola.

Obs: O curso de iniciação ao montanhismo é pré-requisito para o curso básico de escalada, todavia o aluno poderá dispensar o curso de iniciação mediante uma prova escrita comprovando os conhecimentos daquele curso.