Conselho Parque do Monge

O Parque Estadual do Monge localiza-se na cidade da Lapa, cerca de 50 Km de Curitiba. Este parque abriga um dos mais espetaculares paredões rochosos da região dos Campos Gerais, mas infelizmente o mesmo encontra-se restringido para a prática de escalada.

Consciente do enorme potencial que a cidade da Lapa tem para o desenvolvimento da escalada e dos prejuízos que a comunidade local sofre desde sua proibição, a Federação Paranaense de Montanhismo, através de seu departamento de Escalada, reuniu em um documento diversos argumentos técnicos para que a escalada volte a ser permitida no Parque do Monge.

A escalada não é uma atividade que causa grandes impactos e tão pouco é uma atividade perigosa como é comumente noticiada, se cumprido os procedimentos de segurança corretos.

Mais do que apontar os erros na proibição da escalada na Lapa, o documento propõe ações para que a escalada seja desenvolvida de maneira sadia e com menos impacto ao meio ambiente. Para isso, recomendamos pesquisas qualitativas para identificar possíveis problemas com quedas de blocos de arenito, que é a rocha existe na escarpa do Parque do Monge.

Apesar de o arenito ser uma rocha mais frágil que as rochas cristalinas, o arenito Lapa é de grande resistência, pois ele tem alto teor de sílica. Além disso, a escalada em arenito é amplamente desenvolvida no Paraná, já sendo contemplada em outras Unidades de Conservação, como a Escarpa Devoniana, em São Luis do Purunã.

O documento já foi elaborado pelo diretor de escalada da Fepam, gestão 2008-2010, Pedro Hauck e José Luiz de Liz Mendes e foi entregue e protocolado no  Instituo Ambiental do Paraná. A entrega de tal documento constará em ata na próxima reunião do Conselho Consultivo do Parque do Monge.

A FEPAM espera que o IAP analise o documento e sinalize de maneira satisfatória a reabertura da escalada dentro desta importante Unidade de Conservação paranaense, que tanto representa à escalada.

Confira o documento na íntegra clicando aqui, e também o Ofício protocolado no IAP para a reativação da escalada esportiva no Parque estadual do Monge.

Fotos tiradas em 2011 mostram a atual situação do Parque do Monge